Sabe aqueles momentos quando você não se sente realizado, ou se sente subutilizado em um trabalho? Quando você sabe que tem muito mais a contribuir? OU quando você nem sabe o porquê, mas acha que está no lugar errado?
Se você tem se sentido assim, observe se você tem usado os seus talentos!
É, os seus talentos! Você sabe quais os seus?

Todos temos talentos, mas muitas vezes os esquecemos, e não os desenvolvemos, devido as circunstâncias, acontecimentos específicos, educação, etc.. E onde está o problema nisso? Bem, o fato é que identificar nossos talentos é um dos aspectos que nos permite fazer melhores escolhas, ter trabalhos e momentos de lazer mais significativos, deixar nossa marca no mundo e consequentemente ser mais feliz. Especialistas no assunto dizem que só podemos ser plenos quando os usamos e que o sucesso é consequência do uso das nossas habilidades natas. Ou seja, quanto mais usarmos nossos talentos, mais fácil para obter sucesso e realização, pois é aí que mora nosso potencial. ( Do contrário, é o sentimento de não realização e insatisfação que permanece).

Então, algumas dicas para encontrar os seus talentos:
Observe o que você faz com facilidade, com fluidez!
Note as coisas que para você fazer é simples, enquanto para outros é mais complicado. Por exemplo, é muito fácil perceber quando a pessoa tem algum talento relacionado com comunicação, não acha? Você deve perceber, em você mesmo ou em alguém que você conhece, essa diferença.

Outro ponto, observe em que situações você passa horas sem perceber? Seja momentos de lazer ou de trabalho, algumas atividades nos prendem mais a atenção. Observe o que lhe faz ficar horas, e que não são entediantes, fazendo determinada atividade.

O que lhe traz satisfação? O que lhe desperta o desejo?
Observe as coisas que você realmente gosta de fazer!

E isso não significa que você vai passar a vida em horas de lazer e descanso. Significa que você pode aproveitar as coisas que gosta de fazer e usar desse potencial nas atividades que também envolve trabalho, compromisso. Por exemplo, eu sempre gostei de ler e estudar, então leio nas horas de lazer, mas aproveito  esse fato para ler  e me especializar no meu trabalho também. E isso contribui muito com minha formação e consequentemente com meu trabalho. Não significa que eu vou procurar um trabalho onde eu leia muito, mas a  ideia é usar os talentos, da forma que for melhor ;)!

E para finalizar: Lembre-se de quando você era criança, o que sempre foi fácil fazer e o que desde cedo desperta sua atenção?

E depois de descobrir seus talentos, use-os. Não deixe de contribuir com o mundo com seus talentos, ele precisa de você!

“Um musico deve compor, um artista deve pintar, um poeta deve escrever, caso pretendam deixar seu coração em paz. O que um homem pode ser, ele deve SER. A essa necessidade podemos dar o nome de autorrealização”. A.H. Maslow.