Quem nunca se sentiu inseguro para realizar uma atividade, hein?

Um tempo atrás eu tive uma participação especial em um vídeo de um colega de trabalho da área de Segurança do Trabalho. Ele faz vídeos, e muito bem feitos, há um tempo. E eu? Nunca havia feito um! Quem me conhece sabe que nem vídeos no stories do instagram eu faço/fazia. E eu ia falar sobre como superar a insegurança. E sabem o que eu fiz? Eu usei as dicas que dou no vídeo comigo mesma! Esse é o melhor processo: aplico o que compartilho. E foi muito bom sentir na pele a sensação de fazer um trabalho, no caso o vídeo, pela primeira vez e aplicar o que eu estava falando. Pois vocês acham que eu não me julguei? Que eu não fiquei com receio? Claro que sim! Eu achei que podia ser melhor, que podia ter mudado isso ou aquilo..mas daí, eu lembrei: é meu primeiro vídeo. O importante é começar e fazer, aos poucos melhoro. O importante é fazer o que se pode no momento… e o próximo, será melhor!

Quem quiser ler as dicas que dou no vídeo segue o texto abaixo, comentado e complementado, ou… vê o vídeo ( a minha parte é bem no começo!) 😉

 

 

Insegurança!

A insegurança faz parte da nossa vida, só que atua em diferentes níveis para cada pessoa e dependendo da situação. Alguns se sentem inseguros, mas não tem medo de fazer, de errar, normalmente não se cobram tanto. Outras pessoas chegam a, literalmente, travar. Ficam tão bloqueadas, que não conseguem fazer várias coisas que desejam. Então, abaixo cito algumas dicas de como vencer a insegurança frente uma atividade ou um trabalho novo. Mas essas dicas podem ser usadas em outras situações, por exemplo, quando alguém precisa se sentir mais seguro para dar uma opinião, falar em uma reunião… é só adaptar.

 

1) Uma dica é reconhecer e aceitar que sentir medo e insegurança frente a qualquer atividade nova, seja elaborar um programa, um documento, fazer um experimento, ou até mesmo quando se inicia um trabalho novo ou um emprego em uma empresa nova, é normal.   Então não se desespere quando surgir algo novo para ser feito. Respire fundo, se olhe no espelho e repita que “você pode!”, acredite em você! Faça o que você puder, mas faça.

Então a dica é que você precisa vencer essa barreira inicial da insegurança.   Normalmente qualquer início é mais difícil. Assim como falar em público, os primeiros minutos são os mais difíceis, o primeiro experimento, o primeiro contato com o chefe, etc. Então, é importante vencer essa barreira inicial. Mas para isso é necessário saber de onde essa insegurança vem. O profissional deve se questionar: qual o motivo da minha insegurança? O que posso fazer para acreditar mais em mim? Que habilidades eu preciso ter para fazer esse documento/experimento/programa/etc?

Esses questionamentos, essa conversa consigo mesmo, são importantes para “atacar” a insegurança e realmente começar a fazer o que precisa ser feito. Só podemos eliminar algo que nos atrapalha, como a insegurança, quando sabemos sua origem.

Por exemplo, no caso de elaborar um programa para segurança do trabalho ( como falo no vídeo) se você identificar que não se sente seguro porque não sabe muito bem o conteúdo, não sabe o que as normas exigem, a forma de eliminar essa insegurança é estudando. É indo atrás de normas, literaturas, cursos.   Você também pode sentir a necessidade de pedir ajuda, ou fazer uma parceria. O importante é ter claro o que precisa ser feito, e iniciar!

2) Para vencer a insegurança também ajuda analisar as melhores estratégias para iniciar a atividade que precisa ser desenvolvida. Algo que pode contribuir muito nesse início é fazer um plano de ação. Você pode começar fazendo uma lista com os principais pontos que você vai precisar saber, abordar ou fazer para definir por onde começar. Ver os passos escritos, ajuda a ver que é possível e principalmente ajuda a definir a melhor estratégia. Desde atitudes a serem tomadas e/ou habilidades que você vai precisar.

Insegurança

3)  E outra dica é lembrar que ninguém nasce pronto. Ninguém nasce sabendo. Ninguém nasce “expert” ou referência em determinada área. É com dedicação, coragem, com prática, experiência e amadurecimento que vamos ficando cada vez melhores no que fazemos. É assim que funciona, independente da profissão. Seja Um jogador de futebol, um músico, um médico, engenheiros, técnicos, todos vão se aperfeiçoando quando praticam.   Então, se permita ser iniciante. Permita-se fazer o básico e ir aprimorando com o tempo( Permita-se fazer o que fiz ao fazer esse vídeo, iniciante 😉 ) . Quando você se der contar estará muito mais seguro e desenvolvendo seu trabalho muito melhor. De forma dependente, e o mais importante, reconhecendo o seu valor como profissional.

4) E uma dica que é sensacional (que não comento no vídeo), é usar de técnicas de meditação! Antes de fazer o que precisa ser feito  pare, respire fundo, concentre-se, imagine a melhor situação possível,  pensa no resultados positivos que você terá e vai lá e faz acontecer! Acredite em você, você pode fazer muito mais do que imagina.

Então, para concluir, como vocês podem ver não existe técnica melhor para vencer a insegurança do que ir fazendo, praticando. De fato, é necessário muita persistência e treino! Lembre-se disso, até mesmo os talentos natos precisam ser praticados/treinados para desenvolvimento e aprimoramento. E para completar, não tenha medo de errar, não se julgue e nem se cobre tanto no início. Errar e tentar fazem parte do processo de desenvolvimento de habilidades.